Falar sobre a prevenção do Câncer de Mama nunca é demais

Neste Outubro Rosa 2020 vou apostar na informação, pois ela é fundamental

para salvarmos vidas.


Falar sobre a prevenção do Câncer de Mama nunca é demais.

A maioria das pessoas acredita que o histórico familiar é o principal fator de risco para o desenvolvimento de Neoplasia Mamária. Porém, apenas 10% a 20% dos casos são hereditários. A maioria (90 a 80%) não têm história familiar.

Isso é preocupante, pois o risco pode ser subestimado pela população, que acaba deixando de fazer a prevenção por achar que está protegida não tendo casos na família.

Os principais fatores que aumentam a incidência deste tipo de câncer estão relacionados a alimentação não saudável, sobrepeso, obesidade, ingesta de álcool, tabagismo e falta de atividade física. Por isso, é importante alertar que, quanto antes mudarmos nosso estilo de vida, será melhor para a saúde e para reduzirmos a chance de desenvolver o câncer de mama.

Os hábitos ideais baseiam-se em atividade física de rotina e dieta isenta de alimentos industrializados sem excesso de gorduras e açúcares. Deve-se dar preferência para alimentos integrais, frutas, verduras, legumes e proteínas de boa qualidade.

Uma vida saudável reduz os riscos para desenvolver o câncer de mama e ainda proporciona uma melhor qualidade de vida para quem está em tratamento.

O cuidado com a saúde deve ser olhado com atenção, principalmente neste momento em que o rastreamento e o tratamento foram prejudicados e ainda estão sendo retomados por conta da Pandemia de Covid-19. O rastreamento e exames de rotina são imprescindíveis para identificação do diagnóstico precoce. A orientação é que as mulheres retomem seus exames, seguindo as medidas de segurança. Fazer o acompanhamento com seu médico e a realização da mamografia anual nas mulheres a partir dos 40 anos é fundamental para a prevenção.

Vamos falar de Câncer de Mama Masculino?


Sim, homens também podem ser acometidos por esta doença, pois possuem tecido mamário. A incidência é de 1 caso masculino para cada 100 casos em mulheres e a idade varia de 50 a 70 anos. Entre as principais causas da doença nos homens estão as alterações genéticas e hormonais, alimentação rica em gorduras, excesso de álcool, tabagismo e uso de anabolizantes ou hormônios.

Diagnosticar o câncer de mama cedo aumenta as chances de um tratamento bem-sucedido. Porém, pela sua raridade, não há indicação para que os homens realizem rastreamento, por exemplo, com mamografia ou ultra-som. Dessa forma, é importante que a população masculina fique atenta a alterações na região das mamas. Como os homens têm pouco tecido mamário, é mais fácil observar ou sentir pequenos nódulos. Não deixe de procurar o médico caso perceba alguma alteração.



Pessoas Trans também precisam prevenir o Câncer de Mama!


Pessoas transexuais também podem ser acometidas pelo câncer de mama e independentemente do gênero a prevenção com acompanhamento médico, exames clínicos e o conhecimento do próprio corpo são essenciais para prevenir a doença.

No caso de mulheres trans, o risco está ligado aos hormônios de afirmação do gênero. Esse tipo de recurso hormonal desenvolve consideravelmente o tecido glandular mamário, podendo gerar um aumento do risco de câncer na região. É importante saber que toda vez que a mulher trans usa estrogênio ela passa a ter uma mama e essa mama passa a ter risco de câncer. Desta forma, ela precisa tomar os cuidados como toda mulher.

Geralmente homens trans passam pela mastectomia (retirada das mamas). Porém este procedimento não anula por completo o risco de desenvolver câncer de mama, embora ele seja reduzido. A chance existe, principalmente se há uma mutação genética de alto risco para carcinoma de mama. Apesar de mínimo, o risco residual ocorre, pois há tecido mamário em prolongamentos axilares e pode haver risco de câncer no tecido subcutâneo preservado. Nos casos em que não são submetidos a mastectomia, é recomendada a realização de exame clínico periódico e mamografia após os 40 anos de idade.

Portanto, diferentes circunstâncias coincidem independente da identificação e da adequação do gênero.

A mensagem que deixo é que a desinformação, o estigma e o preconceito podem levar a diagnósticos avançados com piora na chance de cura.


Prevenir é a melhor forma de vencer!








Preparamos um box super especial para celebrarmos a prevenção

e o cuidado neste Outubro Rosa! Uma surpresa para você, ou para presentear alguém especial!


Bateu a curiosidade? Então confere aqui!


71 visualizações

redes sociais

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

e-mail

whatsapp

sac iza

institucional

pagamento

Razão Social: IZA Confecções Ltda  - 36.382.985/0001-04

Erechim - RS, 99704-328

© 2020 IZA. Todos os direitos reservados 

0
coração preto.png